Arrumando a mala de viagem.

Viajar está na minha lista TOP 3 das coisas que eu mais amo fazer na vida!

Como já disse nos posts do #Turistando, além de conhecer lugares incríveis, descansar, fazer comprinhas, a gente sempre volta com uma bagagem extra, que não tem peso e que ninguém tira da gente nunca mais: bagagem cultural e social. Pensando assim, não tem nada que seja ruim numa viagem, né?
Pois tem sim: Fazer (e desfazer) as malas!
Aff ! Coisa mais chata! Eu sempre acabo levando muito mais roupas do que realmente preciso – meu noivo sempre pergunta se eu vou passar um mês no lugar hehe – e geralmente metade do que tem na mala eu nem uso.
Cansada desse dilema na minha vida, e já pensando na bagagem para a lua-de-mel, juntei as experiências que já tive e também fui pesquisar loucamente sobre dicas de como otimizar a mala para trazer muitas compras do freeshop não levar coisas desnecessárias. Querem saber das dicas também? Então embarca comigo:



– Pense no local de destino (praia, campo, metrópole), na época do ano (calor, frio, meia estação) e no tempo de permanência (um fim de semana, 4 dias, 8 dias). Consultar o aplicativo de previsão do tempo um ou dois dias antes de viajar também é bem importante para saber o que te espera por lá.

– Se você nunca esteve no lugar antes, conversar com quem já foi pra lá, ler reportagens e posts em blogs de viagem ajuda bastante para começar a se familiarizar. Se for ficar 3 dias ou mais, montar um pré-roteiro para cada dia para saber quais situações enfrentará também é muito útil. Por exemplo, para um city tour é bom separar roupas e sapatos confortáveis. Para desbravar trilhas, um tênis e roupas para academia  são indispensáveis. Ah! E veja se terá eventos, baladas ou ainda se vão a lugares que exigem um traje mais chique.

Tendo isso em mente, vamos à mala propriamente dita.

Se o destino for praia, a gente sabe que passa a maior parte do tempo com pouca roupa ou só em trajes de banho mesmo. Por isso, por mais que você queira levar 20 vestidos, 50 blusinhas, e 30 saias e shorts, tenha consciência de que não tem necessidade alguma de fazer isso. Chinelo é o item mais útil e quase não ocupa espaço na mala. Rasteirinhas e sapatilhas também são bem vindas, mas poucas! Duas ou três, dependendo do período de permanência. Roupas de verão geralmente são mais leves, então até que é mais fácil, por isso escolha um look por dia NO MÁXIMO, e ainda tente deixar a mala mais enxuta levando menos peças, porém que combinem facilmente entre si.

O destino é a cidade grande? Então leve roupas versáteis. Coloque na mala aquela calça jeans que você pode usar com salto, com tênis, com sapatilha, com bota. Legging e calça montaria também são coringas para essas situações e ocupam menos espaço na mala. Blusinhas básicas e mais soltinhas salvam o look. Se quiser incrementar, leve uma jaquetinha  ou um cardigã fininho para completar o visual. Para dias mais frios, aí não tem jeito. Carregue uma bota que se encaixe em várias situações e opte por uma ou duas jaquetas ou casacos mais pesados, de preferência em tom neutro (off white, creme, marrom, cinza ou preto). Sapatos confortáveis (sapatilha e tênis) também cabem aqui. Se for para levar sapato de salto, que seja um bem democrático e que combine com os trajes mais sofisticados. A regra de escolher apenas uma combinação por dia e menos peças, porém que combinem entre si, também vale aqui.

Quando a viagem é para o campo, eu costumo adotar os mesmos tópicos dos da cidade grande. Resolvida a questão da roupa, sobra mais espaço para os Itens que vão em todas as viagens, independente de destino, tempo de permanência e condição climática, que são os de higiene pessoal, lingerie, um pijama, maquiagem e bijuterias/jóias (que nós já vimos no post sobre acessórios que dão uma bela incrementada numa composição simples). 
Se você é como eu e não vive sem secador de cabelo/chapinha/babyliss, é sempre bom ver no site do hotel ou ligar para saber se eles disponibilizam um ou mais desses aparelhos para uso dos hóspedes. Em caso positivo, não tenha medo de deixar o seu em casa! Vai economizar várias gramas na bagagem!

Ah! E o look para o dia da viagem de ida (seja no aeroporto, ou rodoviária, e também para quem vai viajar de carro), pense sempre em algo confortável e em roupas que você não precisará trocar quando chegar ao destino. Isso já garante o primeiro dia.

Planejamento tem sido o termo mais usado por mim ultimamente. Acho que nunca é demais a gente se prevenir! Mas claro, temos de ter ciência de que imprevistos acontecem, e, pra falar bem a verdade, às vezes as coisas que fogem do roteiro podem acabar se tornando ótimas lembranças da viagem também, tipo alguma história engraçada pra contar pros amigos ou pros filhos!

Por isso, tendo o cuidado de seguir as diquinhas acima, mantenha a mente relaxada e aproveite cada 
segundo! Viagens são sinônimo de experiências maravilhosas!

Enjoy!

Beijos,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sem firulas © Layout criado por: Algodão Doce Design
imagem-logo