Verão em Nova York - Parte 2: Se locomovendo com crianças

A não ser que você seja uma pessoa muito desprendida com seu dinheiro e só ande de táxi, o que não é meu caso, esse post é útil pra quem vai passar um tempinho na cidade.

O carrinho de passeio salvador

Tava ruim aqui, né?
Se você tem uma criança de até uns quatro anos, você vai me agradecer se seguir essa dica: Compre ou leve um carrinho de passeio. Anda-se muito naquela cidade e imagine andar blocos e blocos a fio o dia todo carregando uma criança no colo. Eu levei o carrinho que tinha comprado em Orlando em Janeiro, mas em qualquer lugar - até em farmácias - você compra um carrinho estilo guarda-chuva. Custa baratinho, por volta de 30 dólares, ou seja, se você quiser deixar por lá porque não precisa dele aqui, nem vai sentir tanto no bolso. O meu foi e voltou. Está só o pó, mas enfim...

Só um dia deixamos de usar o carrinho, foi primeiro dia. Nunca mais saímos sem ele, mesmo que fosse um passeio curto.




O metrô

O metrô de NY vai pra todo lado, todo lado mesmo. Praticamente em cada esquina tem uma estação, é uma loucura, mas não se engane. Não se pode simplesmente entrar em qualquer estação e achar que ela vai te levar pra onde quiser. O mapa do metrô é INSANO, mas com alguma prática é possível entendê-lo muito bem. As vezes é preciso fazer baldeação, outras andar mais algumas quadras pra pegar o metrô correto, mas olha, adoro. As estações são feias, fedidas mas não tem coisa mais prática nessa vida. E apesar de feiúra, são super seguras, a qualquer hora do dia.

Fácil fácil, mole mole!
Em qualquer guia tem o mapa do metrô e nas próprias estações também tem. Mas você, que é uma mãe moderna como Yo, vai baixar o aplicativo para Android (tem pra IPhone também) NYC Bus & Subway Maps, que é um mapa da rede metroviária, colorido e sinalizado. Muito fácil de usar, gratuito e totalmente offline, mas antes baixe os mapas dentro do próprio aplicativo, senão não funciona. Usamos todos os dias, não nos perdemos nem uma vez. Esse é categoria essencial.

Hora do mico: Nem toda estação (aliás, a maioria é assim) tem escada rolante ou elevador e todas são subterrâneas. Hum, e como faz pra descer com o carrinho de bebê? Duas cof cof, donzelas, um bebê, um carrinho e dependendo da hora do dia, muitas sacolas. Como lidar?

Opção 1: Muque minha filha, muito muque. Uma pegava de um lado do carrinho, a outra do outro, Dudu com cara de "Ué, que ta pegando?" e bora subir/descer escada.

Opção 2: Tira o menino do carrinho, uma leva o menino e a outra e o carrinho. Opção automaticamente invalidada quando o Dudu estava dormindo.

Opção 3: Fazer cara de donzela desesperada e esperar um cavaleiro em cavalo branco* socorrer e carregar o carrinho até lá em cima/até lá embaixo.

* Nota da autora: Não existem muitos cavaleiros em cavalos brancos em NY.

Tinha hora que preferíamos andar mais algumas quadras atrás de uma estação com elevador ou escada rolante do que descer a pé. No aplicativo que eu mencionei aí em cima tem a indicação de quais estações tem elevador e/ou escada rolante.

A passagem de metrô custa US$2,25 e você tem que comprar o Bilhete Único Metrocard dentro de cada estação, na bilheteria ou nas máquinas automáticas. Existem os combos que barateiam a viagem e dependendo de quanto for usar o metrô, vale muito a pena. Nós compramos o Metrocard com validade de 7 dias, válido para metrô e ônibus, quantidade ilimitada de viagens por 30 dólares. Não nos preocupamos com troco (o dinheiro tem que ser trocado e em moedas nos ônibus) nem estações sem bilheteria, enfim, super mão na roda.


Taaaxi!!!

Mas vai ter horas que tudo o que você quer na vida é um táxi, principalmente depois de uma maratona de compras ou de um dia muito cansativo. Os táxis estão por toda parte, mas eu desafio você a pegar um. Eu não consegui! Ficamos mais de meia hora estendendo a mão pros táxis e eles não paravam. Outros que paravam se recusavam a pegar a corrida porque era muito perto/muito longe/não vou pra lá (oi?). Sei que tem uma regra de táxi com luz apagada, luz acesa, mas fiquei tão brava que nem quis saber como era!!
Tá indo pra onde??
A corrida não é muito barata, por isso deixávamos os táxis para trajetos extremamente necessários e curtos. A tarifa para o aeroporto (ida ou volta) é fixa, 45 dólares por trecho, mais pedágio (por volta de 6 dólares), mais imposto (8,875%), mais gorjeta (uns 20% do valor total). Dá pra pagar com cartão de crédito até a gorjeta, super prático. Existem também os carros particulares, que podem ser alugados com antecedência pela internet para trajetos longos, mas não achei barato.

De qualquer forma, prepare-se pra gastar uma grana com transporte, seja lá qual for sua opção. É aquele dinheiro que você gasta com raiva, mas não tem como não gastar.


Use sapatos confortáveis

Independente de você usar carro, táxi, carruagem, avião... use sapatos confortáveis!! Levei a sandália mais confortável que eu tinha e quase morri de dor nos pés! Aí vem uma confissão:

EU... COMPREI... UM... CROCS
(Todos chora)

Eu, a pessoa mais contra Crocs na face da terra, tive que me render a eles! Eu estava no Outlet, morrendo de dor, cheia de bolhas nos pés, quando olho pra frente, me deparo com a loja. Não pensei duas vezes e entrei! Escolhi o modelo menos feio de todos e olha que esse também é feio, hein?



Mas em nome do conforto e de pés com menos bolhas eu sucumbi a ao jacaré.



E aí, estão gostando? O próximo post vocês que vão escolher (calma, falarei de tudo!):



Dúvidas? Escreve pra mim ou deixa um comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sem firulas © Layout criado por: Algodão Doce Design
imagem-logo