Justiça?

Estava fazendo a postagem desta quarta-feira, quando não consegui me concentrar mais no computador, mas só no programa Profissão Repórter que relatava a situação dos sem teto de São Paulo, que ocuparam desde de outubro, um edífício na Avenida Ipiranga,  abandonado há mais de 20 anos pelos proprietários da  Camargo Corrêa.



Nossa igualitária justiça brasileira concedeu a reintegração de posse para a empresa e despejou 1200 pessoas do local, inúmeras crianças, inclusive. Essa reintegração estava prevista para ocorrer no dia 8 de novembro e foi adiada por um pedido da polícia militar, que cumprindo seu papel, desta vez torto e ditado pela justiça, ainda esperou para que pelo menos o café da manhã fosse dado e as crianças pudessem ser alimentadas pela última vez com um teto cobrindo suas cabeças.

Essas pessoas fazem parte da Frente de Luta por Moradia, estão organizadas e fazem a ocupação funcionar. São 1200 bocas para se alimentar diariamente, as crianças vão para a escola num trajeto que inclui pegar ônibus lotado, lá pelas 5h da manhã e percorrer quilômetros até chegar no destino certo.

Como mãe...aliás como humana, não consigo não me sensibilizar com uma cena com esta...a difícil vida de quem nasce filho de pobre e até ter autosuficiência para se bancar e traçar um destino melhor, sofre cotidianamente...para alguém que acaba de nascer e a vida já se mostra desse jeito o futuro pode parecer mais sombrio...

Vi pessoas que estão se organizando, com um objetivo claro e eu não acho que eles pedem muito. Se o governo pode salvar os banqueiros a beira da falência, deveriam garantir o direito mínimo a moradia. Ainda mais em casos como estes, de empresas gafanhotas, onde o Império cresce tanto e em proporções tão cavalares que atingem o nível, onde imóveis ficam completamente abandonados, apodrecendo...enquanto centenas de milhares de pessoas morrem sem um lugar para chamar de "lar"...

Pense na sua casa gostosinha, em como você a planejou, mobiliou, decorou...o quanto é maravilhoso chegar em casa, cansado, sentir o cheirinho que ela tem, se jogar na cama macia e se sentir protegido e abençoado..Uma grande parcela de pessoas no mundo inteiro nunca sentiu isso!

E enquanto os homens do topo da cadeia, têm muito mais que nós, em nossos aconchegantes lares, enquanto o dinheiro lhes escorre por entre os dedos, tamanha sua quantidade, tamanha a sua má aplicação...o resto recolhe as migalhas...

A justiça pode ter cumprido a lei...que de justa não tem nada!

Eles estão errados! Não importa que acumularam milhões...a partir do momento em que você não valoriza o próprio dinheiro...não merece continuar com ele. E o dinheiro naquele caso é um edifício...que já que foi construído,  deveria pelo menos estar ocupado e não vazio.

Olho para a minha cidade e vejo a quantidade de casas completamente abandonadas, destruídas, ruindo, as traças...e ninguém as ocupa nunca...para nada! Não acho errado uma família se apropriar de uma delas para ter o direito de dormir embaixo de um teto.

Enquanto os milionários propagarem esta fartura que gera o desperdício, que não ajuda nada, nem ninguém,  conquistada tantas vezes as custas de falcatruas e direcionada apenas para uma minoria: Eu serei socialista!

Hoje caiu o mundo aqui, uma chuva impiedosa que não costuma poupar vidas...fiquei a pensar nas famílias acampadas em frente a Câmara Municipal a espera de um sinal que lhes garanta dignidade...

6 comentários:

  1. Oi Mariana, também fiquei muito sensibilizada com a situação destas famílias.
    Dificilmente um programa de televisão consegue prender toda a minha atenção, acabo me distraindo e me perdendo pela internet ou fazendo outras coisas em casa...
    Trabalho em uma Secretaria de Habitação e tenho experiência de sobra em saber o quão dificil é conseguir verbas para viabilizar moradias.
    O déficit é enorme e as verbas repassadas não cobrem o que municipios pobres e pequenos precisam.
    Em quatro anos de trabalho consegui ver apenas 16 casas, com muito esforço, começarem a sair do chão... Sabe o que é uma verba de apenas 14 mil para construir uma casa? Não é nada!
    Aí melhoraram o valor com os planos seguintes, PAC, Minha Casa, Minha Vida (que faz parte do PAC), mas mesmo assim é uma longa caminhada pra suprir a demanda - isto falando apenas de um município de 150 mil habitantes.
    Imagina São Paulo?

    Por outro lado, pouco vejo de políticos intervindo para melhorar. Foi feita a "justiça" para com a construtora (chega a ser irônico, né?), que já é podre de rica. Cadê que apareceu algum representante do governo negociando alguma coisa para as famílias que eles tiraram de lá?
    Ao menos isto, melhor, nem isto. Um recém nascido morando na rua, na chuva... E, infelizmente, aquelas pessoas, incluindo o bebê, é uma pequenina parte dos desabrigados que habitam neste país. :(
    Vou dormir revoltada, triste e com menos esperanças...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Pois é querida...
    tambem asisiti esta reportagem e fiquei chocada com a situação...
    Eles devem tomar providençias logo e dar moradia para estas pessoas...
    Fiquei pensando se az vezes para nós que temos casa e comida a vida é um pouco dificil...
    imagina para essas pessoas que moram na rua!
    Por isso que não podemos reclamar da vida porque graças a deus temos tudo né...
    ótima quarta feira querida...bjossss

    ResponderExcluir
  3. Não tive a oportunidade de ver essa matéria... mas ficquei chocada com esse post, realmente o mundo é um lugar injusto, e o governos deveria ter tomado providência e achar locais adequados a essas familias antes de tudo, espero que deus possa abençoá-as e achar um lugar para uma vida digna pra elas... =D =D... Passei pra deixar minha marquinha um beijinho um alow e pedir sua visitinha no meu blog! Seus comentários são sempre muito importantes lá viu!? Espero sempre vê-los hihihi Prometo que você terá sempre os Meus por aqui.. Um Beijinho no coração!

    http://mirzabraga.blogspot.com
    http://twitter.com/mirzabraga

    Inté Mais!!! =D

    Mih!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari... Que notícia horrível né? Bom... eu soube disso aqui por vc e não tenho qualquer outra informação a respeito. Sem dúvida alguma a casa é parcela primordial da dignidade humana e sem ela, pouco resta de nós e de nossa paz. Apenas fico cuidadosa nesse tipo de situação pq há incontáveis casos (não sei se esse é um deles) em que as pessoas sob o pretexto de não ter onde morar, invadem propriedade alheia e isso afeta o direito alheio tb. Temos o MST que não me deixa mentir. Não passa de uma quadrilha usurpadora de terras que, tão logo conquista um assentamento, vende os lotes e invade nova fazenda! Acho a questão social lamentável sem dúvida alguma, mas o que será que realmente aconteceu no processo judicial de reintegração de posse? Pq legítimo é o direito do proprietário da terra e, em ausência ou incompetência do Estado em prover os descamisados, não pode o proprietário privado ser responsabilizado inclusive ante a perda do seu patrimônio que, grande ou pequeno, foi conquistado por ele. Claro que existe a função social da propriedade que a Constituição trouxe como elemento mitigador do próprio direito de propriedade e, em todos os casos, deve ser observada. Entretanto, apesar dela, foi concedida a reintegração, o que demonstra a primeiro momento que a invasão foi ilegal e a permanência no imóvel (posse) não foi mansa e nem pacífica. Então, permaneço em dúvida sobre a suposta insensibilidade da decisão. Sei lá... esses casos são muito polêmicos, mas acho que o julgador deve estar atento ao que ficou demonstrado no processo. Se é verdade ou não, creio que nunca saberemos. E justo então, nem se fala! Bjn...

    ResponderExcluir
  5. Carlinha - adoro fazer postagens e dar de cara com u comentário como o seu de pessoas que vivem na pele o que eu apenas escrevi. Concordo com vc em tudo. Inclusive porque esta mesma grande construtora além de milionária, está sendo investigada e deve muuuita grana de impostos desse mesmo prédio que abandonou. Onde está a coesão disso? Desejo sorte na sua jornada e parabéns por não desistir, mesmo tendo que lutar contra este sistema injusto.

    MIA - Exatamente...como alguém pode sair pra trabalhar tranquilo, sem saber pra onde vai voltar no fim do dia Desumano demais.

    Mirza_ o mundo é um lugar injusto e as ações públicas só visam os interesses das empresas privadas. Fica beeem difécil ser justo assim.

    Jana- Então, essas famílias foram desalojadas da zona leste, onde certamente estavam ocupando área irregulares, como fazem muitos ricos, inclusive em loteamentos de condomínio de luxo na Serra da cantareira, que continuam a ser vendidos e ninguém faz nada. Acho injusto retirar pobres e permitir ricos. Vi pessoas organizadas e com um propósito, ninguém quer morar de graça, todos querem parcelas justas, que consigam pagar para comprar uma casa pra chamar de sua. Por mais que a cosntrutora realmente tenha a posse do prédio, todos os escandalos que a envolvem - disponíveis em cada link da postagem-, os milhões que deve de impostos e o abandono de mais de 20 anos do edifício, na minha cabecinha, tiram dela o direito de requerer algumna coisa. mas...as coisas não são como quero.
    Sei que existem maus caráters em todos as organizações, movimentos e esferas...mas no próprio MST há muita gente fazendo coisas boas, tanto que uma de suas escolas foi a que teve a maior nota no Enen...e isso não foi a toa.

    ResponderExcluir
  6. OI flor
    Que Deus continue sempre abençoando sua linda família e iluminando sua vida tHAIZ
    ÓTIMO POST ADOREI
    Linda semana viu???
    Tem selinho lá no blog pra vc
    bjussssssssssssssss
    Saudades

    http://lauconfessions.com/2010/12/06/boas-novas/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário e pela visita!

Se seu comentário for uma pergunta, pedimos que deixe um e-mail de contato, pois não conseguimos responder comentário anônimos!

Ju e Thata

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sem firulas © Layout criado por: Algodão Doce Design
imagem-logo