Nem tudo são flores... nem tudo são espinhos...


Olá meninas... Espero que tenham tido uma semana feliz...

Hoje vou dividir com vocês uma conversa que tive com o fabricante do protetor/base SpectraBan T. Já vimos esse produto na tv, em revistas e nas farmácias.

De fato, a mistura de protetor solar com base é bastante conveniente já que num único produto se resolve dois problemas: a proteção contra os raios nocivos do sol e a uniformização da pele para receber ou não maquiagem.

Entretanto, é importante que quando nos preocupemos com nosso bem estar, também não esqueçamos que não podemos sustentá-lo às custas do sofrimento alheio, da tortura de inocentes e da vida miserável e morte de animais sem qualquer justificativa plausível para tanto - se é que desumanidade e covardia podem ser justificáveis em alguma hipótese.

Minha pergunta para o fabricante do SpectraBan T:

Senhores, desejo saber se o produto Spectraban T possui em sua fórmula algum componente de origem animal e se em algum momento de seu processo de desenvolvimento até ser entregue ao consumo foram utilizados testes em animais. Em caso contrário, quais foram os testes realizados no produto? Grata,

A resposta do fabricante do SpectraBan T:

Prezada Sra. Janaína,

Agradecemos pelo seu contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor Stiefel, uma empresa GSK e pedimos desculpas pela demora na sua resposta.

Informamos que as autoridades regulatórias de todo o mundo exigem testes clínicos em animais como requerimento para avaliação da eficácia e segurança dos medicamentos a serem utilizados em seres humanos. Os animais considerados pelo Laboratório Stiefel para pesquisa são utilizados exclusivamente para esta finalidade. As pesquisas são desenvolvidas por pessoas treinadas e qualificadas, seguindo as orientações de boas práticas determinadas por órgãos nacionais e internacionais. Gostaríamos de ratificar que os animais são utilizados somente quando não existem alternativas e todas as medidas necessárias são tomadas para evitar dor e stress dos mesmos durante os procedimentos experimentais. Esclarecemos que nenhuma informação por nós fornecida substituirá uma consulta a um médico Dermatologista, pois este é o profissional mais indicado para melhor avaliar as particularidades de seu caso clínico e adequação às terapias específicas.
Atenciosamente,

SAC - Serviço de Atendimento ao Consumidor
Stiefel, uma empresa GSK www.stiefel.com.br | 0800 704 31 89

Minha resposta:

Agradeço pelas informações. Entretanto cabe salientar que o spectraban T não é um medicamento e sim um produto cosmético, portanto, a obrigatoriedade de testes em enimais não o deveria atingir. Até porque há produtos concorrentes no mercado que não são testados em animais. Ainda assim, agradeço pelo atendimento.

É evidente que temos que ressaltar a política de atendimento da empresa, pois respondeu em tempo razoável e não se esquivou da resposta real. Eles testam em animais.

Por outro lado, temos que lembrar que os testes em animais, conforme já exaustivamente tratado aqui e no horizonte, são comprovadamente desnecessários para a segurança humana e, muito embora a legislação exija esse tipo de atrocidade quando se trata de medicamentos, o que mostra o quão imbecis são os burocratas que fazem as leis, (assunto para outro post), os produtos cosméticos não só são livres de tal exigência como, nos países mais desenvolvidos, já são proibidos.

Destaque-se a legislação atualmente vigente na União Européia, fora todas as brilhantes iniciativas que já falei em posts anteriores aqui no Sem Firulas.

Vale lembrar que há uma enormidade de alternativas a altura no mercado para o protetor/base SpectraBan T.

A Avon, a Benefit, a Nívea, a M.A.C., a ELF, a Revlon, a Contém 1g, a Clinic, a Body Shop, a Dior, são só algumas das empresas que fabricam produtos que misturam protetor solar com base que não contém crueldade e tortura de animais em sua fórmula.

Você usa esse tipo de produto? Que tal na próxima compra pensar em alguém além de você mesma? Vamos dar uma chance à vida? Vamos agir com ética? Vamos ser humanos e mostrar que isso não é um xingamento?

Beleza e crueldade não combinam - ao contrário - estão em lados diametralmente opostos!

Tenham um bom fim de semana...





7 comentários:

  1. Oiii, adorei essas dicas..

    Faz uma visitinha lah no blog CoisasDeMulher, tah rolando alguns sorteios.

    www.helanabarbosa.blogspot.com

    bjus
    bjus

    ResponderExcluir
  2. É revoltante que nós, consumidores, AINDA temos que conviver com esse tipo de coisa! Mandei email pra Palmolive/Colgate e adivinha? Mesmo padrão de resposta. "Medidas que minimizam stress e sofrimento" coisa nenhuma! Minha resposta ao email foi um pouco menos educada que a sua, mandei eles fazerem testes com o bicho de estimação do filho deles e colocarem as crianças pra assistir...
    Não há mais espaço pra esse tipo de comportamento no mundo, não podemos mais aceitar isso! Eu boicoto a compra desses produtos, e estou sempre falando aos 4 ventos o porque da minha escolha. Tenho conseguido mais adeptos a essa luta. E não vou parar por aí!
    Bjos, e mais uma vez, parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  3. A pergunta é que autoridades são estas?

    Vou esperar ansiosa pelos outros posts.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Jana, shampoo e condicionador agora só uso Phytoervas e Eh, que vêm escrito claramente não testado em animais. Maquiagem, infelizmente, já comprei algumas. Não sabia que a Clinique testava. Achei que uma empresa tão grande e famosa não faria uma coisa assim. Comprei muito NYX, que tbém vem escrito que é cruelty free.
    A MAc testa, né? Acho que sim. Essa não compro. Avon não testa.
    Enfim, existem várias formas de não testar em animais e não devemos consumir quem testa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. JESSY: Parabéns pela postura ética moça. E em nome dos animais que ainda sofrem esse tipo de atrocidade, muito obrigada! É muito bom saber que nnao estamos sozinhos!

    CARLINHA SALGUEIRO: Oi querida, normalmente as normas que vêm em forma de portarias e resoluções da ANVISA ou orgãos reguladores responsáveis, baseiam-se em leis que, teoricamente são a expressão da vontade do povo legitimamente representado pelos parlamentares. Assim, não podemos eximir a sociedade dessa autoria, pois é ela quem elege de forma direta os que por ela falarão no parlamento municipal, estadual e federal. De qq forma, não creio que a esmagadora maioria dos vereadores, deputados estaduais e federais e senadores me representem em rigorosamente nada - infelizmente! Estou certa que meu comprometimento com a ética e minha conduta reta em nada se coadunam à tragetória de grande parte dos doutos parlamentares! Eles definitivamente nnao têm idéia do que eu falo e do que, de fato, me representaria. Bjn...

    BONITAS E BACANAS: Oi amore... Vamos lá... A Clinique tem produtos cruelty free e outros não. O protetor com base, por exemplo, não contém sofrimenro animal. Mas concordo com vc, se testa em um produto, eu não compro mais nenhum daquela empresa. A M.A.C. não testa não. Apenas os pincéis dela não são cruelty free. Mas muito melhor do que os pincéis da M.A.C. são os da Eco Tools, totalmente sem crueldade. Avon, Phytoervas e Eh Cosmeticos são exemplos de seriedade a ser seguidos e que, definitivamente, temos que privilegiar! Bjn...

    ResponderExcluir
  6. Que post mais tudo de bom!
    Adorei!

    Sabe que estava super curiosa em realção a este produto e até queria experimentar, mas depois de ler aqui, desisti!

    Vou procurar outro protetor/base prá mim!!!

    Parabéns!!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. LIVIA FABI: Oi querida... As marcas que eu citei no post têm ao menos um produto desses. Eu já usei um da Avon muito bom. A Bobbi Brown tb tem um sensacional. Bjn e parabéns pela decisão ética...

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário e pela visita!

Se seu comentário for uma pergunta, pedimos que deixe um e-mail de contato, pois não conseguimos responder comentário anônimos!

Ju e Thata

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sem firulas © Layout criado por: Algodão Doce Design
imagem-logo