Lixo nunca mais...?

Nesta segunda-feira, dia 02 de agosto de 2010, finalmente foi sancionada pelo presidente Lula a Política Nacional de Resíduos Sólidos. E o que você ganha com isso...?

Vamos lá...

A questão do lixo, no Brasil, é uma aberração para um país que pretende chegar a ser primeiro mundo. Tanto por falhas públicas, quanto e principalmente pela conduta das empresas e do cidadão.

Algumas empresas conseguiram prever que a sustentabilidade era uma alternativa crescente no mundo inteiro e certamente, a longa prazo, traria também benefícios financeiros.

Sobre o lixo, cheguei a escrever no meu blog sobre o sistema de coleta de Barcelona, que é um exemplo de eficiência.

Mas aqui no Brasil o cenário é bem diferente, há quem sobreviva dos restos dos lixões, tantos, espalhados pelos quatro cantos do país. Educação e cidadania são palavras desconhecidas pela maioria que não se cansa de consumir mais do que precisa, nem se acanha ao jogar um pedaço de papel pela janela de um veículo motorizado.

Por 19 anos esse projeto de lei tramitou inexpressivamente pelo congresso e, finalmente, dentro de alguns meses, passaremos a ter uma lei de primeiro mundo, num país com visão de terceiro. E isso continua significando uma vitória.

O que muda?

Fabricantes, distribuidores e vendedores passam a ter responsabilidade com os produtos e embalagens que produzem, o que fará com que produtos como agrotóxicos, óleos, lubrificantes, pneus, lâmpadas pilhas, baterias e eletrônicos tenham um destino certo...que não seja, só para variar, o meio ambiente.

Essa responsabilidade chega também nos domicílios das cidades onde existir coleta seletiva; fica obrigatório separar o lixo nesses municípios.

Haverá ajuda financeira do Governo Federal para as cidades, cooperativas de catadores, indústrias de reciclagem e projetos na área.

Lixões a céu aberto ficam proibidos e toda cidade deverá possuir seu próprio aterro sanitário.

O governo também pretende iniciar campanhas de conscientização para a população, ainda tão ignorante quanto ao assunto.

Eu espero que essa lei e todas essas determinações, sirvam não somente para instituir uma forma inteligente e eficaz de tratar nossos resíduos sólidos, exterminando assim, um grave problema ambiental, como espero, principamente, que fique claro que investir em sustentabilidade é mais seguro, prático e rentável.

O que fazemos com o plástico é uma atrocidade burra que justifica sempre a escolha pelo petróleo continuar sendo aclamada. Se esse plástico não retorna a sua cadeia, onde pode vir a ser reciclado várias vezes, precisamos de mais matéria-prima para começar outro novo ciclo. Com isso, continuam ganhando, quem sempre esteve ganhando, mas agora chegou a hora de dividir melhor todo esse bolo.

Portanto ganhamos todos nós:
quem ousar entrar nesse mercado
quem já está nesse mercado e não possuia a visibilidade ideal
quem era um excluído social exatamente por trabalhar com o lixo
quem consome, que vai poder, finalmente, contar com o respaldo das grandes empresas, que deverão disponibilizar mecanismos que tornem mais fácil o caminho da cadeia reversa
o Planeta?certamente
os animais? com absoluta certeza. E essas particularmente são as minhas maiores vitórias.

(Esperar pelo dia em que a minha filha não assistirá uma praia infestada de animais mortos, porque comem o nosso lixo, porque o alimento deles a gente roubou.)

Eu acredito na reciclagem! Porque sei que recuperar o que ficaria perdido é muito mais lógico, do que ficar extraindo recursos naturais incansavelmente, mesmo que isso tenha mais pontos negativos que positivos, mais prejuízos do que benefícios E é assim, porque os benefícios ficam nas mãos de poucas pessoas enquanto os prejuízos sobram para mim, para você, para o seu vizinho, para os peixes, aves, mamíferos...para o mar... e nós não somos nem bilionários nem estamos no congresso nacional!

E não quero com esse texto fazer apologia ao governo Lula. Olho para os candidatos e me pergunto porque ainda me interesso por política e possuo essas características que ultrapassam a utopia. Até a Marina Silva que possivelmente será a minha escolha, tem como vice o presidente da Natura, empresa que eu boicoto, porque posa de sustentável e isso é fajuto, porque diz ter parado de realizar testes em animais apenas em 2008,  porque definitivamente é uma empresa que pegou carona na moda verde, mas não coloca em prática o que promove.

Mas em época de elição vale tudo...e aprovar projetos que enchem de alegria os corações de ambientalistas é uma tática genial, enquanto se aprovam a estatal de petróleo no pré-sal, alterações do código florestal e a maldita Belo Monte, repleta de pontos escusos. Ninguém dá ponto sem nó. Mas pelo menos hoje eu tratarei de enxergar o copo mais cheio do que vazio!



3 comentários:

  1. Eu ainda não estudei a lei. Dei uma passada rápida por ela e notei algumas falhas, mas nada que não possa ser efetivamente consertado. A lei é boa como a maioria das que compoem o nosso ordenamento jurídico. A pergunta que me fica é: será cumprida? O Estado teria se munido de mecanismos capazes de identificar, processar e efetivamente punir os seus infratores ou será como a Lei 9605/98 que é linda no papel, mas todos os dias vejo e recolho os restos do seu artigo 32 das ruas. A crueldade contra animais é tão grande quanto antes de sua promulgação! Resta-nos esperar para ver!

    ResponderExcluir
  2. A grande verde vc disse, em época de eleição vale tudo, é tapar o sol com a peneira, mastrar o bonito e fazer o feio na surdina.
    Gostei do blog, bom para me atualizar de tudo um pouco.

    bjoS2

    ResponderExcluir
  3. Mesmo sem ter coleta seletiva eu já a pratico há anos. Colocando o lixo reciclável para os moços da carrocinha (que cidade não existe?).
    Fico feliz que venham campanhas para regulamentar e conscientizar a situação.
    Desde que comecei a separar os lixos, o volume de "lixo" mesmo, que é o orgânico e resíduos de banheiro são muito menores.
    Que venha a evolução!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário e pela visita!

Se seu comentário for uma pergunta, pedimos que deixe um e-mail de contato, pois não conseguimos responder comentário anônimos!

Ju e Thata

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sem firulas © Layout criado por: Algodão Doce Design
imagem-logo