Horário de verão: a democratização do pôr-do-sol

Uhuuu! Temos colaboradora nova no blog!!

É a Mariana Thomé, que vai falar sobre tudo aqui no blog, "desde receitas vegetarianas ou esfoliantes caseiros até minhas teorias e opiniões, além de notícias legais que eu achar pertinente divulgar. Portanto serei a "ovelha negra" do seu blog, que não se encaixa muito bem em nenhum perfil..."


Seja muito bem vinda Mari! E pra começar, ela escreveu um belíssimo texto sobre a democratização do pôr-do-sol!


--------------------



Horário de verão: a democratização do pôr-do-sol

Sei que o horário de verão, infelizmente, já terminou, mas fica aqui minha gratidão às tardes mais longas e únicas que ele pode nos proporcionar. Porque parece mentira, uma alucinação, mas nem o pôr-do-sol, gratuíto e pontual, pertence de fato a todos nós.

Os workholics, as mães que dobram suas jornadas de trabalho para garantir ao filho uma vida melhor, os homens de terno, enclausurados nos edifícios com janelas que não abrem, os apressados, os atrasados, os que tem que buscar os filhos na escola, os que fazem horas extras, os mineradores e extrativistas, a massa operária, os aprisionados nos escritórios, nas salas de aula, nos hospitais, nos conventos, nos batalhões, os trabalhadores do metrô, todas essas pessoas e alguns mais, tiveram seu direito ao pôr-do-sol cassado.

Porque antes de ser feliz há que se sobreviver, dignamente ou beirando a miséria, mas em qualquer um dos casos a conta chega na forma de subtrações naturais: o caminhar calmamente, o observar claramente, os dias de preguiça, as noites quentes de lua cheia...e o nosso pôr-do-sol.

Esse direito nos foi tirado a partir do momento em que criamos a sociedade e nos impusemos a viver em nome dela e para ela, anulando assim , qualquer fração de segundo que não gere dinheiro...incluindo observar o pôr-do-sol.

Esse direito também nos foi tirado quando nos aglomeramos em metrópoles imundas que através de arranha-céus nos escondem o entardecer...E quando se olha no relógio, com tantas preocupações a correr pela mente, já é noite e ninguém lembra mais como seria ver o sol se pondo por de trás dos grandes morros.

Felizmente alguém inventou o horário de verão, para fins que visam mais uma vez o dinheiro e a econômia, para você e para o governo, mas ainda assim o horário de verão também trouxe a DEMOCRATIZAÇÃO DO PÔR-DO-SOL.

Por mais que você tenha estado preso, tantas vezes num lugar aonde não gostaria de estar, assim que conseguir se libertar, lá fora o sol vai te esperar, por pelo menos mais duas horinhas, e então vai se pôr com a mesma tranquilidade de sempre que só a natureza consegue ter e que nós já não sabemos mais aonde encontrar.

Todas as quartas-feiras a Mari vai estar aqui no blog com seus belíssimos artigos.

2 comentários:

  1. Muito legal o artigo, difícil ver nos blogs esse pensamento realmente mais solidário.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelo comentário Lana. Me senti muito bem-vinda com ele!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário e pela visita!

Se seu comentário for uma pergunta, pedimos que deixe um e-mail de contato, pois não conseguimos responder comentário anônimos!

Ju e Thata

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sem firulas © Layout criado por: Algodão Doce Design
imagem-logo